Conteúdo

Novembro Azul: entenda o que é o câncer de próstata

14 de novembro de 2019
Novembro Azul: entenda o que é o câncer de próstata

Novembro Azul é um movimento mundial que nos abre portas para colocar em pauta um assunto que é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve esse tumor maligno, o câncer de próstata. Segundo dados recentes do Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Brasil, um homem morre a cada 38 minutos por conta da doença.

O Novembro Azul serve para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata, ajudando toda a população a debater e entender mais sobre o assunto. Entenda mais sobre a doença a seguir.

O que é a próstata?

A próstata é uma glândula que se encontra debaixo da bexiga e em frente ao reto. Costuma ter o tamanho aproximado de uma noz, mas, após os 50 anos, a próstata naturalmente tende a aumentar seu tamanho.

Logo atrás da próstata encontram-se as glândulas chamadas vesículas seminais, que produzem a maior parte do líquido do sêmen. A uretra, que transporta a urina e o sêmen para fora do corpo pelo pênis, passa pelo centro da próstata.

A principal função da próstata é fabricar o líquido prostático, protegendo os espermatozoides, aumentando as possibilidades reprodutivas e maximizando as possibilidades de fecundação.

O câncer de próstata

Durante o funcionamento da próstata, algumas células podem se desenvolver e multiplicar de forma anormal, provocando o surgimento de um tumor. E é sobre isso que o Novembro Azul nos alerta.

Cerca de um em cada sete homens será diagnosticado com câncer de próstata ao longo da vida, segunda a Sociedade Americana do Câncer.

Segundo Angela Culhane, diretora do Prostate Cancer UK, em entrevista à BBC, a doença atinge, primordialmente, homens a partir dos 50 anos. Cerca de seis em dez casos são diagnosticados em pessoas de 65 anos ou mais, e é raro aparecer antes dos 40. Portanto, o recomendado é que se procure um médico para fazer exames regulares a partir dos 50 anos.

No caso de já possuir pessoas diagnosticadas com a doença na família ou ser um homem negro, o recomendado é que as consultas comecem a ser feitas um pouco antes.

Quanto a família, isso deve-se à questão genética, já que o câncer está aliado a esse fator.

Para os homens negros, estudos comprovam que eles têm um risco cerca de duas vezes maior de desenvolver a doença, além de ela apresentar maior agressividade em negros. Mesmo que o motivo para isso ainda não tenha sido apontado, existem diversos registros que comprovam que os tumores nesses casos são mais rápidos para atingir uma metástase e complicar o quadro de recuperação do paciente.

Portanto, se você se encontra em um dos quadros de risco listados acima, o ideal é que checapes anuais comecem a ser feitos a partir dos 45 anos.

Sintomas

Na fase inicial, o câncer de próstata não costuma apresentar muitos sintomas e quando alguns sinais mais fortes começam a aparecer, grande parte dos tumores já se encontram em fase avançada, dificultando a probabilidade de cura. Por isso, procure prestar muita atenção nos sinais que serão listados abaixo. E, caso note a permanência de um ou mais sintomas, procure um médico urologista.

– Necessidade de urinar com mais frequência ao longo do dia.

– Dificuldade em começar a urinar.

– Pouco fluxo urinário, diminuição do jato de urina.

– Presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

– Sensação contínua de que bexiga não esvazia completamente.

– Dores ou sensação de ardor ao urinar.

– Ejaculação dolorosa.

– Dor óssea.

– Infecção generalizada.

– Insuficiência renal.

Diagnóstico

A detecção do câncer de próstata pode ser realizada com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos (no caso de diagnóstico precoce). Mesmo os homens sem sinais ou sintomas, mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença, podem realizar exames de toque retal e de sangue para avaliar a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico).

O exame de toque retal permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos e cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal. O exame de PSA deve ser solicitado anualmente para acompanhar as alterações específicas da próstata. O resultado, quando alterado, pode indicar situações como inflamações, infecções, hiperplasia (crescimento benigno) e também o surgimento do câncer de próstata.

O toque retal e a dosagem do PSA servem para indicar a necessidade da biópsia da próstata (retirada e análise de fragmentos da glândula, única forma de confirmar uma suspeita de câncer), a partir daí, é dado o diagnóstico.

Como prevenir

Assim como em grande parte das doenças, manter hábitos saudáveis diminui o risco de câncer. Portanto, além de se atentar aos exames regulares para ter chance de um diagnóstico precoce, é recomendado que siga as seguintes instruções:

– Mantenha uma alimentação saudável e equilibrada.

– Evite fumar.

– Mantenha um peso saudável.

– Pratique atividades físicas e exercícios regularmente.

Esperamos que nosso post tenha lhe ajudado a entender mais sobre o câncer de próstata. Lembre-se que, mesmo o Novembro Azul sendo muito importante e nos dando uma ótima oportunidade para debatermos sobre o assunto, ele é algo que deve estar em pauta e receber as devidas atenções em todas as épocas do ano.

Cuide de você, cuide da sua saúde!

Fontes: Fundação do CâncerMinistério da SaúdeBBC e G1


Leia também:

Setembro Amarelo: a importância da saúde mental

Outubro Rosa: a prevenção ao câncer de mama


 

< Anterior Próximo >

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Retrospectiva 2019: Goedert
Conteúdo

Retrospectiva 2019: Goedert

27 de dezembro de 2019

2020 está chegando! E por isso, resolvemos fazer uma Retrospectiva 2019 com as principais conquistas de nossa empresa este ano....

Leia Mais
Azul: a cor do ano 2020
Conteúdo

Azul: a cor do ano 2020

19 de dezembro de 2019

Todo fim de ano, a PANTONE® – referência mundial em cores – escolhe uma cor que servirá como tendência mundial...

Leia Mais