Dicas de Vendas

Estratégias para uma microempresa de sucesso

4 de outubro de 2018
Estratégias para uma microempresa de sucesso

A maioria das grandes empresas começaram pequenas. Com muito trabalho e estratégias certas, algumas dessas empresas enxergaram uma oportunidade e hoje se consolidam como líderes de mercado.

Segundo estudo do Sebrae, após cinco anos, 60% das empresas acabam fechando as portas. Você pode fugir disso, com estratégias financeiras, gestão de recursos humanos e também de investimento.

Utilizaremos nossa experiência para auxiliar você, que busca alcançar sucesso em sua caminhada no mundo dos negócios.

  • Para as contas baterem, o caixa precisa estar controlado

Monitorar suas despesas é algo que parece lógico, mas muitos microempreendedores acabam deixando passar batido. Isso é essencial para que você mantenha suas contas longe do vermelho e consequentemente, mantendo uma saúde financeira.

Se você desconhecer os rumos que andam a sua saúde financeira, provavelmente seu negócio pode gerar prejuízos, gastos desnecessários e perda de oportunidades de crescimento. Para fugir desse “problema” o cálculo é simples: as contas precisam bater!

Tenha um sistema em que você consiga controlar todas as saídas e entradas de dinheiro em seu caixa, registre tudo o que foi pago e o que você recebeu (ou receberá) e programe-se para estar preparado quando as contas chegarem.

Muitas vezes o microempresário acaba focando muito nas grandes contas, como o aluguel, os títulos de fornecedores, impostos e salários de funcionários. O grande erro aqui é não contar com os pequenos imprevistos. Como por exemplo a manutenção de computadores, impressora, parte elétrica estrutural ou imprevistos que ocorrem com o passar do tempo.

Se você tem um negócio, precisa estar preparado para a manutenção que o tempo irá te cobrar, por exemplo: uma manutenção de computador ou impressora; um problema elétrico em que terá custos com mão de obra e materiais. Problemas técnicos ou estruturais podem acontecer e você não pode ser pego totalmente de surpresa, tenha uma pequena reserva para imprevistos.

  • As finanças pessoais e empresariais são coisas opostas

Aqui está outro erro que é muito grave. Diversos microempresários que não tem total conhecimento da parte administrativa, ainda não sabem a diferença entre: o seu dinheiro e o da empresa.

Isso porque você não pode simplesmente pegar o dinheiro do caixa e torná-lo pessoal. Você como dono da empresa precisa ter seu próprio salário e o seu pró-labore, que nada mais é que uma conta de despesa, em que se registram os valores retirados pelo dono da empresa em pagamento de serviços, eventuais ou extraordinários, por ele prestado à firma.

A dica primordial para que você tenha o controle das finanças empresariais e pessoais é separar as contas-correntes. Isso fará com que você não misture as coisas e tenha um controle mais organizado do que precisa ser pago com cada conta.

Conforme indicam as contas de seu estabelecimento, você deve separar um salário para si próprio, já incluindo-o na folha de pagamentos da empresa, isso te deixará mais preparado e você terá um controle maior das despesas caso algum imprevisto aconteça.

  • Rentabilidade é a sua principal meta

Para que seu negócio possa crescer, ele precisa ser rentável, ou seja, dar lucro! Para fugir da obviedade, é necessário tornar isso uma meta. Perseguir sua lucratividade é o que mantêm sua empresa com as portas abertas, então esse deve ser o seu motor.

Para que isso seja possível, você precisa otimizar procedimentos, definindo objetivos estratégicos e delegando funções claras aos seus funcionários. Avalie quais situações na sua empresa podem causar desperdícios, sejam eles de tempo ou dinheiro, e avaliar se os gastos com os funcionários e com os materiais estão trazendo o resultado que você almeja.

Se você tem uma loja, confira nosso E-book: 19 dicas de como organizar sua loja para vender mais pode te ajudar. Esse conteúdo é voltado para lojas de higiene e limpeza, mas tem dicas práticas que podem ser utilizadas em diversos negócios.

  • Conheça seu mercado e fidelize seu cliente

O primeiro passo para entender o seu mercado é conhecer a concorrência, para que você saiba em que tipo de mar está entrando. A internet é um grande aliado nesse processo, pois pode te dar uma noção de estrutura, preço e quais produtos sua concorrência oferece.

Também é importante que você acredite que seu negócio tem mais a oferecer. Afinal, você não está de portas abertas para ser “mais um”, não é mesmo? Os produtos até podem ser copiados, mas um atendimento de qualidade com uma equipe responsável e atenciosa é algo que poder ser unicamente seu.

Se você trabalha com propostas comerciais, para fomentar negócios com seus potenciais clientes, confira nosso E-book: Como ter uma proposta comercial de sucesso.

Para conhecer o seu cliente, primeiro você deve fazer dois questionamentos:

1: “O que fez o cliente procurar seu negócio?” Se questione, como o cliente chegou a até você, o que o atraiu? Estas informações lhe ajudarão a entender o que em sua empresa atrai os clientes e o que não atrai, permitindo a você se adequar ao que o seu mercado potencial busca.

2: “O que ele acha da concorrência?” É importante que você obtenha a percepção que seu cliente tem da concorrência e como ele te vê o seu negócio em comparação a ela. Assim você poderá descobrir o valor agregado que você oferece e como é possível melhorá-lo.

Isso porque fidelizar um cliente não se baseia apenas no preço, e sim um bom preço aliado a um excelente atendimento, que faça com que o cliente se sinta realizado ao sair de seu estabelecimento. Clientes fidelizados geram indicações e são muito mais rentáveis, pois não estão na sua loja por acaso, estão porque o seu negócio é sua primeira opção em sua cabeça.

Caso você tenha uma loja de produtos de limpeza e está tendo dificuldades para precificar sua mercadoria, confira o nosso E-book: Como precificar seus produtos de higiene e limpeza.

  • Se inspire todos os dias em busca do seu sonho

Nós sabemos como é complicado manter uma microempresa com as dificuldades para empreender atualmente postas no país. O que não pode acontecer é que você perca a inspiração diária. Seu negócio pode ser um sonho de uma vida e você não deve desistir dele tão cedo.

Não deixe-se abalar com poucas vendas, nem todos os dias serão um sucesso e isso é algo que você precisa conviver. Se você manter as coisas em ordem, com as dicas que passamos e buscando todos os dias dar seu máximo, temos certeza que suas chances de ter um negócio de sucesso dobrarão.

Você pode se especializar ainda mais com cursos grátis disponibilizados pelo Sebrae. Entre esses cursos existem opções: administrativas, de contabilidade, gestão de recursos humanos, entre outros.


Esperamos que nossas dicas tenham auxiliado e inspirado você a buscar sempre melhorar. Em caso de dúvidas, deixe um comentário.

< Anterior Próximo >

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

As 13 melhores dicas de vendas
Dicas de Vendas

As 13 melhores dicas de vendas

12 de agosto de 2019

Vender é um processo que demanda muita dedicação e conhecimento de sua área. Pensando nisso, trouxemos aqui as 13 melhores...

Leia Mais
Business Intelligence: entenda o que é
Conteúdo

Business Intelligence: entenda o que é

2 de agosto de 2019

Diariamente empresas trabalham para melhorar suas estratégias comerciais, comunicação com os clientes e funcionamento dentro da própria companhia. Existem diversas...

Leia Mais